Ernesto Rodrigues/Estadão
Ernesto Rodrigues/Estadão

Doria anuncia atendimento 24 horas em 4 delegacias da mulher

Meta é chegar a 10 equipamentos com funcionamento ininterrupto até o fim do mês; em janeiro, governador vetou projeto sobre o tema

Redação, O Estado de S. Paulo

08 de março de 2019 | 18h21

O governo João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira, 8, a ampliação do tempo de atendimento de quatro Delegacias de Defesa da Mulher (DDM) na capital paulista, que passarão a funcionar 24 horas por dia. 

As delegacias que terão atendimento 24 horas são a 2ª (Sul), 6ª (Santo Amaro), 7ª (Itaquera) e 8ª (São Mateus) DDMs. Com a medida, chega a sete o número de delegacias operando durante todo o dia, cinco delas na capital. A meta do governo do Estado é chegar a 10 até o dia 31 de março.

O governador já havia afirmado que até o fim do seu mandato vai inaugurar 40 Delegacias da Mulher com funcionamento 24 horas - repetindo promessa feita durante a campanha eleitoral.

Segundo Doria, para aumentar o tempo de funcionamento nas quatro DDMs, houve reforço de 49 policiais que serão realocados de outras unidades. As delegacias escolhidas para a ampliação compreendem áreas com o maior número de ocorrências. 

No total, o Estado tem 133 delegacias da mulher: nove na capital, 16 na Grande São Paulo e 108 no interior de São Paulo.

Veto

Em janeiro, Doria vetou um projeto de lei que propunha o funcionamento de todas as Delegacias da Mulher de forma ininterrupta. Na ocasião, o governo justificou a ação afirmando que o projeto, apresentado pela Assembleia Legislativa, era inconstitucional porque “implicava em geração de despesas” e legislava sobre algo de competência do poder Executivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.