Dor caricatural

Vidão

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2011 | 03h05

O réveillon vai começar mais cedo na casa de Oscar Niemeyer. O arquiteto completa na sexta-feira de véspera 38 mil dias de vida. A festa começa já no dia 30!

3º tempo

A CPFL Energia ainda está investigando o caso, mas é possível que apagão de 45 minutos em Santos na madrugada desta terça-feira tenha sido uma singela homenagem dos moradores da cidade à volta de Neymar & Cia do Japão.

Outra pessoa

O ator Tiago Abravanel já emagreceu 10 quilos interpretando Tim Maia no teatro. Periga acabar a temporada em 2012 com físico ideal para emendar sua carreira em musical sobre a vida de Gonzaguinha!

Deusa da vara

Vocês viram a Fabiana Murer de salto alto e minissaia de franjas na entrega do prêmio de Atleta do Ano? Ninguém prestou a menor atenção em César Cielo, que ao lado da saltadora no palco chorava feito norte-coreano durante a entrega dos respectivos troféus.

Faltou dizer

"Não chores por mim, Coreia do Norte!" (Kim Jong-un)

Bronze a vera

Marília Pera está relançando na novela Aquele Beijo o tom de pele puxado para a cor de abóbora que celebrizou o bronzeamento artificial de Vera Fisher em O Clone, lembra?

A julgar pela comoção descontrolada nas ruas de Pyongyang após a notícia da morte de Kim Jong-il, o "Querido Líder" era uma espécie de Mamonas Assassinas da Coreia do Norte. Nem quando Tancredo Neves morreu se viu nada igual por aqui!

O Ocidente tem bons motivos para desconfiar da reação carpideira dos norte-coreanos, que até então só haviam se mostrado na TV oficial em duas situações: marchando ou acenando bandeirinhas em cerimônias militares.

Chorando aos baldes daquele jeito, francamente, o resto do mundo jamais tinha visto em lugar nenhum do planeta. Os americanos não chegaram a se jogar no chão em momentos de desespero quando assassinaram John Kennedy.

Aqui no Brasil, nem em velório de texto de Nelson Rodrigues a gente encontra viúvas inconsoláveis expondo de maneira tão visceral o que o autor chamava de "dor caricatural".

Contra a tese de que tamanho drama seria encenação promovida pela propaganda comunista, deve-se dizer o seguinte: ninguém finge tão mal! Se pedir pro cigano Igor chorar por Kim Jong-il, ele seria mais convincente diante das câmeras.

Cá pra nós, tem alguma coisa terrivelmente verdadeira no sofrimento coletivo na Coreia do Norte. Ou não!

Sucessão natural

O herdeiro Kim Jong-un (foto) terá na Coreia do Norte o mesmo poder de Ronaldo Fenômeno na Copa de 2014. Ainda não está muito claro na sucessão de Kim Jong-il quem será o Ricardo Teixeira de Pyongyang.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.