Donos terão de pagar multa por ataque de cães em Campinas

Caso lei, aprovada na Câmara nesta terça, seja sancionada, dono vai ter que pagar multa no valor de R$ 1.867

Tatiana Fávaro, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2008 | 18h31

A Câmara de Campinas, a 95 quilômetros de São Paulo, aprovou nesta segunda-feira por unanimidade projeto de lei que prevê multa aos proprietários de cães ferozes que ataquem cidadãos. A proposta do vereador Cid Ferreira, líder da bancada do PMDB, ainda passará pelo crivo do Executivo e por uma segunda votação. Caso o projeto seja sancionado, a multa prevista será de R$ 1.867.   O objetivo do projeto é diminuir o número desse tipo de acidente. O projeto não especifica raças. De acordo com levantamento feito pelo gabinete do vereador, ao menos 14 pessoas morreram na região de Campinas desde o início deste ano, vítimas de ataques de cachorros de grande porte. Uma semana antes de o projeto ser aprovado um poodle salvou uma família inteira do ataque de um Pitbull em Campinas.   Segundo informou o vereador peemedebista, o valor da multa foi calculado com base no tratamento de vítimas de ataques de cães ferozes no hospital municipal Dr. Mário Gatti. "Levantamos dados de tratamentos que custaram até R$ 1.500 e decidimos estabelecer o valor da multa com base nisso", afirmou Ferreira. O dinheiro arrecadado com as multas será repassado ao setor da saúde.   Na Lagoa do Taquaral, ponto popular para a prática de esportes e referência em lazer público em Campinas, até mesmo donos de cachorros de grande porte concordam com as regras propostas pela Câmara. "A multa é alta, mas vale muito menos que uma vida", disse o professor de educação física José Ribeiro Nunes, de 32 anos, que passeava nesta tarde com um cachorro da raça Pitbull pelo bairro.   As multas poderão ser aplicadas pela Guarda Municipal, conforme previsto no texto da lei."Não temos nada contra os animais, mas eles vão ter de andar equipados com focinheira, corrente, coleira", afirmou Ferreira. O projeto foi considerado legalmente viável pelas comissões de Legalidade e Redação, Constituição e Justiça, Finanças e Orçamento, Política Social e Política Urbana e Meio Ambiente.

Tudo o que sabemos sobre:
pitbullCampinascães

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.