Donos de escritórios de falsificação em SP serão indiciados

Polícia fechou cinco locais que vendiam documentos para facilitar a emissão de vistos para entrar nos EUA

Priscila Trindade, Central de Notícias

13 de agosto de 2009 | 17h25

Os donos de cinco escritórios acusados de falsificar e vender documentos em São Paulo para facilitar a expedição de vistos para brasileiros entrarem nos Estados Unidos serão indiciados. A Polícia Civil de São Paulo fez nesta quinta-feira, 13, uma operação para lacrar os estabelecimentos, que exerciam ilegalmente a função de despachante na região do Consulado norte-americano, em Chácara Santo Antônio, zona sul da capital paulista.

 

 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram cumpridos na operação mandados de busca e apreensão para o fechamento de cinco escritórios irregulares. Cinco CPUs e diversos documentos foram apreendidos. Policiais da 6ª Seccional de participaram da operação na região da Rua Henri Dunant. Além de São Paulo, o grupo atuava em pelo menos mais quatro Estados. Cinco representantes dos escritórios foram ouvidos pelo delegado Paulo Pereira de Paula, titular do Setor de Investigações Gerais.

Tudo o que sabemos sobre:
Consulado dos EUAvistoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.