Donos de cães criticam feira de orgânicos no Ibirapuera

Grupo vai criar uma associação para impedir a realização do evento que começa hoje em praça na frente do parque

CAMILLA BRUNELLI, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h03

Frequentadores da Praça David Eisenhower, na região do Ibirapuera, zona sul de São Paulo, querem formar uma associação para impedir a realização de uma feira exclusiva de produtos orgânicos, autorizada pela Prefeitura para operar no local todos os sábados - a inauguração será hoje. O grupo afirma que os comerciantes vão ocupar o espaço utilizado por cachorros.

O protesto dos donos dos animais já foi parar nas redes sociais. Uma página foi criada no Facebook para debater o tema e providenciar soluções. Ontem, mais de 60 pessoas já tinham aderido à discussão.

A empresária Rita Aizenstein Furman, por exemplo, considera a praça, que é protegida por grades, o "único endereço adequado" na cidade para receber os cachorros. "Há anos o espaço cercado é o único lugar em São Paulo ideal para cachorros, pois é cercado e sem riscos para animais e humanos", disse.

O grupo já batizou a futura entidade como Associação Cão Boa Praça. A expectativa é de que o estatuto seja aprovado até o dia 1º de dezembro. Uma assembleia para a escolha dos representantes deve ser realizada ainda neste mês. O principal temor dos envolvidos é de que os cachorros sejam proibidos de frequentar o endereço por causa da realização da feira, já que serão vendidos produtos alimentícios no local durante o evento.

A Prefeitura nega que o espaço reservado aos cães será ocupado pelos comerciantes. De acordo com Marcio Stanziani, secretário executivo da Associação de Agricultura Orgânica (AAO), as barracas serão posicionadas em volta do cercado frequentado pelos cachorros. "Tudo vai continuar como está. Não haverá nenhum prejuízo aos animais e seus donos", afirmou.

Apesar do compromisso, Rita ainda vê riscos. Para fiscalizar, o grupo está convocando os donos de cachorros que frequentam o local para comparecer ao cercado hoje, onde o prefeito Gilberto Kassab (PSD) vai participar da inauguração da feira.

Esse é o segundo movimento contrário à realização do comércio exclusivo de orgânicos no bairro. Há cerca de um mês, conselheiros do Parque do Ibirapuera conseguiram impedir a inauguração do comércio no Viveiro Manequinho Lopes, área anexa ao parque. Para não deixar os feirantes na mão, a solução encontrada foi transferir provisoriamente a feira para a praça.

Variedade. A feira de orgânicos terá entrada pela Rua Curitiba e vai funcionar todos os sábados, das 7h às 13h. Até agora, os moradores da região tinham só uma espécie de minifeira, organizada aos domingos no estacionamento da Igreja do Santíssimo Sacramento, na Vila Mariana, com cerca de cinco estandes.

A partir de agora, o consumidor terá à mão uma variedade maior de produtos. Além de verduras, frutas e legumes, haverá bancas com linha completa de laticínios - como iogurte, queijos e outros derivados. Também está prevista barraca que vai vender frango orgânico./COLABOROU ADRIANA FERRAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.