Dono do perfil Guarujá Alerta avisou PM sobre boatos no meio do feriado

Polícia rebate dono do perfil Guarujá Alerta, dizendo que 'mesmo pensando se tratar de boato, a administração do perfil não retirou a postagem, como deveria'

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

08 Maio 2014 | 21h01

SÃO PAULO - A Polícia Militar confirmou nesta quinta-feira, 8, que o dono do perfil Guarujá Alerta - página do Facebook apontada como principal canal de propagação dos boatos que terminaram com o linchamento de Fabiane Maria de Jesus - enviou um e-mail à PM pedindo que a corporação se manifestasse sobre as informações de uma sequestradora que atuaria na cidade. Mas esclareceu que a mensagem foi enviada no meio do feriado de 1º de maio, para um endereço que só funciona em horário administrativo. Ou seja: a mensagem não foi lida.

"O perfil Guarujá Alerta encaminhou uma mensagem eletrônica ao setor de comunicação do 21º Batalhão, apenas pedindo informações sobre a veracidade de um boato envolvendo uma suposta sequestradora. O e-mail não foi lido porque, como o dia 2 era meio de feriado, as unidades administrativas da PM estavam fechadas. É importante ressaltar que, mesmo pensando se tratar de boato, a administração do perfil não retirou a postagem, como deveria", diz nota da PM.

"Lamentamos que o perfil Guarujá Alerta esteja tentando se eximir de culpa sobre um episódio", diz a nota.

Mais conteúdo sobre:
Linchamento Guarujá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.