Keiny Andrade/AE 15/07/2009
Keiny Andrade/AE 15/07/2009

Dono do Bahamas é condenado a 11 anos

A 1.ª Vara Criminal de São Paulo condenou, na sexta-feira, o dono da boate Bahamas, Oscar Maroni Filho, por favorecimento à prostituição e manutenção de local destinado a encontros libidinosos. A pena, da qual Maroni pode apelar em liberdade, é de 11 anos e 8 meses de reclusão. Segundo a sentença, "durante décadas Oscar Maroni Filho fez da exploração da prostituição alheia a fonte de sua fortuna".

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.