Dono de relojoaria reage e mata assaltante no interior de SP

Comerciante tinha porte de arma e foi liberado após o caso ser registrado como legítima defesa; um suspeito está foragido

Rene Moreira, Especial para o Estado

24 Fevereiro 2015 | 10h28

Texto corrigido às 16h49

FRANCA - Um assalto no final da tarde desta segunda-feira, 23, terminou com um homem morto e outro gravemente ferido em Porto Ferreira, no interior de São Paulo. O dono de uma relojoaria foi surpreendido por três bandidos quando reagiu e disparou contra eles. Um morreu no local, enquanto outro fugiu e correu 200 metros até um hospital, onde está internado e sendo mantido por aparelhos. Sua morte chegou a ser anunciada, mas depois foi corrigida pela unidade de saúde. Já o terceiro assaltante desapareceu e é procurado.

Toda a ação ocorreu na Avenida Dona Balbina, na área central da cidade. O trio teria invadido o local e anunciado o roubo. Em seguida, dispararam contra o comerciante, que revidou e não ficou ferido. Ele foi ouvido na delegacia e liberado pelo fato de a reação ter sido considerada como legítima defesa - sua arma estava registrada.

A polícia identificou os três envolvidos, mas o que fugiu ainda não foi localizado. Todos são de Porto Ferreira e um revólver que pode ter sido usado no crime foi encontrado em um terreno perto da relojoaria. Um dos assaltantes o teria abandonado na fuga, com cinco projéteis intactos e um deflagrado.

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados. O caso será investigado pela Polícia Civil.

      

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.