Dono de local que explodiu não vai à DP

O proprietário e o gerente do restaurante Filé Carioca, respectivamente os irmãos Carlos Rogério e Jorge Amaral, não se apresentaram ontem à Polícia Civil para depor no inquérito que apura a explosão que destruiu o estabelecimento na quinta-feira, matando três pessoas e ferindo outras 17. O advogado de ambos, Bruno Castro, esteve na 5.ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova) e apresentou a versão segundo a qual Jorge estava dentro da loja quando ela explodiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.