Reprodução
Reprodução

Dono de canil denuncia furto de 91 cães de raça no interior de SP

Polícia monitora sites na web para acompanhar se os animais são vendidos

Ivan Machado, Especial para O Estado

27 Julho 2016 | 16h31

JUNDIAÍ - A Polícia Civil de Itupeva, na região de Jundiaí, investiga a denúncia de um empresário sobre o furto de 91 cães de raça em um canil instalado dentro de um haras do bairro Nova Era. No último final de semana, o criador César Caso, de 50 anos, notou o desaparecimento dos cães - entre eles, animais das raças spitz alemão, terrier escocês, shitszu, maltês e griffon de Bruxelas.

O investigador chefe da Polícia Civil na cidade, Wagner Agnolon, explicou que fez duas oitivas com os funcionários do haras e proprietários. Eles apenas informaram que a energia do local foi cortada no sábado e não sabem quem teria feito o corte. Também fez acareações, diligências e solicitou duas vezes perícia. Tanto os funcionários como os donos do haras não têm informações para ajudar nas investigações.

A polícia monitora sites na web para acompanhar se os animais são vendidos. Cada um dos cães pode custar R$ 5 mil e, como alguns são campeões, o valor dobra. Um dos cães conquistou importantes títulos mundiais e seus filhotes também foram levados.

Caso estima o prejuízo em R$ 1,5 milhão. Ele ainda disse que os cães têm microchip e o estabelecimento ainda possui o código genético dos animais. Essa foi a terceira vez que o seu canil foi atacado por ladrões.

 

Mais conteúdo sobre:
JUNDIAÍBruxelas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.