Dono de bar é morto a tiros em Moema

Ocorrência foi em estabelecimento na Alameda Iraé; criminoso agiu sozinho, segundo testemunhas

O Estado de S. Paulo

12 de janeiro de 2014 | 16h50

SÃO PAULO - O dono de um bar em Moema, na zona sul da capital paulista, foi morto a tiros na madrugada deste domingo, 12. Segundo a Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), Gival de Lima Silva, de 35 anos, trabalhava no estabelecimento, na altura do número 664 da Alameda Iraé, quando um homem chegou ao bar, por volta das 2h45.

Conforme o relato de testemunhas, Silva disse a ele que o bar já estava fechando. O homem, no entanto, insistiu na compra de uma cerveja. Depois de pegar a bebida, ele se recusou a pagá-la, dizendo que era um ladrão.

O criminoso, em seguida, empurrou um dos clientes que estavam no local e chutou outro. Depois disso, o dono do bar lhe deu um tapa na cabeça. Foi quando o homem sacou a arma da cintura e atirou em Silva.

De acordo com a SSP, ele saiu do bar e entrou pela porta de um Corsa preto encostado a 150 metros do local. A placa do veículo, que saiu, não foi anotada.

Acionada, a Polícia Militar socorreu Silva ao Hospital São Paulo, mas a vítima morreu. Uma perícia foi feita no local. O caso foi registrado no 27.º Distrito Policial (Campo Belo). Até a tarde deste domingo, nenhum suspeito havia sido detido.

Tudo o que sabemos sobre:
MoemaAlameda Iraé

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.