Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Donato disputará Presidência da Câmara de São Paulo

Ex-secretário suspeito de ligação com a Máfia do ISS, vereador é o indicado pelo PT para presidir a Câmara Municipal

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

04 Dezembro 2014 | 21h54

SÃO PAULO - Um ano depois de deixar o cargo de secretário de Governo de Fernando Haddad (PT) acusado de receber dinheiro da Máfia do Imposto sobre Serviços (ISS), o vereador Antonio Donato (PT) foi confirmado nesta quinta-feira, 4, como candidato de seu partido à Presidência da Câmara Municipal em 2015. Até aqui, ele é candidato único da Casa ao cargo. A eleição será no dia 15. 

Donato foi investigado por suposto recebimento de propina dos fiscais corruptos da Prefeitura mas, sem provas, não chegou a ser indiciado. Ele continua a ser ficha limpa e vinha mantendo uma atuação discreta no Legislativo.

Foi Donato quem costurou a aliança do prefeito, até então um desconhecido na política municipal, com a bancada petista. No começo do mês, Donato chegou a negar que tinha intenções de assumir a Presidência da Câmara. 

Mais conteúdo sobre:
Câmara Municipal São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.