Dona de casa mata marido a facadas e é presa em Jacareí

Roseli alega legítima defesa; as quatro crianças foram encaminhadas ao Conselho Tutelar

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

21 de julho de 2008 | 05h13

A dona de casa Roseli Pereira Gonçalves Santos, 32 anos, esfaqueou seu marido, o operador de máquinas Mauro Roberto de Andrade, 35 anos, durante uma discussão no interior da residência neste domingo, 20, no bairro de Igarapés, em Jacareí, no Vale do Paraíba. Ela foi presa por volta das 22 horas. A vítima chegou a ser levada ao pronto-socorro municipal central da cidade, mas ferida na barriga, não resistiu e morreu. Policiais militares foram até a residência, localizada na Rua Irajá, após vizinhos ligarem para o 190 e informarem que pessoas discutiam no imóvel e que alguém havia ficado ferido. No momento em que a PM chegou, Roseli disse que a casa havia sido invadida por um bandido e que este teria ferido o marido. Ao fazerem uma vistoria pelo imóvel e analisarem a cena do crime, os policiais localizaram uma faca de cozinha suja com sangue. Eles insistiram com a dona de casa, que acabou confessando o crime. Ao delegado Prachides Domingues, Roseli afirmou que o marido era muito violento com ela e as quatro crianças. Ela disse que no domingo ele teria pegado uma picareta para atacá-la, por isso ela se armou com a faca e feriu o marido. A dona de casa foi indiciada em flagrante por homicídio e encaminhada à carceragem feminina de Casa Branca. "As crianças estão sendo encaminhadas para o Conselho Tutelar. Ela (Roseli) alegou legítima defesa. A picareta existe, mas não sabemos ainda se realmente o marido a usou. Agora cabe à justiça decidir se a indiciada responderá em liberdade ou não", disse o delegado Domingues.

Tudo o que sabemos sobre:
Jacareíassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.