Dona de casa é indiciada pela morte de mais de 30 cães e gatos em São Paulo

Ela foi presa em flagrante no último dia 13 de janeiro, após deixar os corpos em sacos de lixo na rua

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

25 de janeiro de 2012 | 10h04

São Paulo, 25 - O Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) indiciou na terça-feira, 24, por ato de abuso a animais, a dona de casa Dalva Lina da Silva, acusada de matar pelo menos 35 gatos e quatro cachorros, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo.

Dalva foi presa em flagrante no último dia 13 de janeiro, após ter deixado os corpos dos animais em sacos de lixo na rua.

Contratado por um grupo de protetores de animais que desconfiavam da dona de casa, o detetive particular Edson Criado viu pelo menos 300 cães e gatos serem deixados na casa de Dalva. Nesse tempo, ele diz que não viu nenhum sair do local. À polícia, ela disse que cuida de animais tirados das ruas há 13 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.