Tiago Queiroz / Estadão
Tiago Queiroz / Estadão

Domingo termina com tumulto na Av. Paulista

Adolescentes relataram uso de bombas por parte da Polícia Militar; PMs confirmam que agiram para dispersar briga no vão livre do Masp

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

09 Dezembro 2018 | 22h03

SÃO PAULO - O fim de tarde na Avenida Paulista neste domingo, 9, terminou com um tumulto envolvendo cerca de 50 jovens que, segundo policiais militares, protagonizaram uma briga no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Adolescentes relataram uso de bombas e barulho de tiros, o que os policiais negaram. A sala de imprensa da PM relatou dez ocorrências na Paulista nesta tarde, mas não deu informações sobre a briga.

O tumulto ocorreu pouco depois das 19h, quando a Paulista já estava aberta para a circulação de automóveis. "Depois que a Paulista abre, fica sempre muita gente no vão do Masp. Eles fazem um baile, uma festa. Hoje deu briga, uma briga generalizada. Eram uns 50 jovens. Aí a gente teve de agir", disse um PM, que confirmou uma ação de dispersão da multidão, mas negou o uso de munição não letal. "Depois, a gente montou esse isolamento", completou o policial, apontando para um grupo de motos da PM posicionado no vão livre, de forma a impedir que as pessoas voltassem para baixo do Masp. Ninguém foi preso na ação. 

Naquela hora, já por volta das 20h45, as calçadas ao redor do Masp continuavam lotadas de adolescentes consumindo álcool.

Frequentadores da Paulista ouvidos pela reportagem disseram não terem visto como a confusão começou. "Só vi a guerra rolando. Era gente correndo, ninguém entendendo o porquê. A maior correria, tio", disse o estudante Tiago Raposo, de 18 anos. 

"Eu ainda estava lá no shopping quando vi o povo correndo. Falaram que tinham tentado um arrastão. Eu ouvi uns estrondos de bomba", contou a adolescente Tamires Silva Santana, de 16 anos.

Ao Estado, a sala de imprensa da PM afirmou ter recebido chamadas por pertubação de sossego, tentativa de furto em um caixa eletrônico, furto de celular e "desinteligência" (briga) dentro de um estabelecimento privado. Mas não deu detalhes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.