Dois suspeitos são mortos em ações policiais na capital

Um participava do roubo de um carro e o outro do assalto de uma farmácia

Pedro da Rocha, estadão.com.br

26 Julho 2011 | 07h24

SÃO PAULO - Um roubo a carro e uma tentativa de assalto a uma farmácia, ocorridos na noite de segunda-feira, 25, deixaram dois bandidos mortos por policiais, um em cada crime. Ambos os casos aconteceram por volta de 21h30, o primeiro na Vila Nova Alba, zona oeste da capital, e o segundo no Campo Belo, na zona sul.

 

Policiais militares da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) receberam a informação que um veículo Peugeot prata havia sido roubado na tarde de segunda-feira no bairro Vila Nova Alba. Em patrulhamento pela região, encontraram o automóvel e passaram a segui-lo.

 

Na Rua Salvador Nascimento, uma segunda viatura da Rota que seguia no sentido contrário avistou o veículo. O sargento da Rota Paulo Montalvão contou que "os ocupantes do Peugeot desceram do veículo, correram e atiraram contra os policiais. Houve tiroteio, quando então um dos fugitivos acabou atingido". Socorrido ao Hospital Universitário, com três tiros, o suspeito acabou morrendo.

 

Os outros dois entraram em um beco no final da rua, que dá acesso à Favela 1010, e escaparam. Uma submetralhadora 9 mm teria sido encontrada com o homem morto, que ainda não foi identificado. O caso foi registrado no 91º Distrito Policial.

 

No assalto a farmácia na Avenida Professor Vicente Rao, um homem, com uma arma de brinquedo escondida embaixo da blusa, rendeu o vigia do drogaria e anunciou o roubo. O carcereiro do 99º Distrito Policial, Rafael Vicentini Nogueira, de 27 anos, que acompanhava a irmã grávida dentro da farmácia, teria sacado uma pistola calibre 40 e dado voz de prisão. O ladrão supostamente tirou a arma de dentro da blusa, quando então foi baleado por Rafael. Encaminhado ao Hospital São Paulo com cinco tiros, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Embu das Artes. O policial militar Tiago Rodrigues de Oliveira, que estava de folga e à paisana, matou um assaltante e feriu outro ao ser abordado, por volta das 23h45 de segunda-feira, na Rua Alta Floresta, no Jardim São Francisco, em Embu das Artes, na Grande São Paulo.

 

Alan Gomes de Souza continua internado no pronto-socorro Pirajuçara; Alex Leal Dias morreu quando era atendido na mesma unidade. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Embu das Artes.

 

Todos os três casos serão investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que assume toda ocorrência de resistência seguida de morte envolvendo policiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.