Dois são presos por envolvimento em sequestros em São Paulo

Prisões aconteceram neste final de semana e foram mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

18 Março 2010 | 09h01

Duas pessoas envolvidas em casos de extorsão mediante sequestro foram presas por integrantes da Divisão Antissequestro do Deic (Departamento de Investigações sobre Crime Organizado).

 

As prisões aconteceram no final de semana e foram mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações. Em um dos casos, o responsável pelo crime tinha trabalhado para a vítima, segundo o Deic.

 

Um dos sequestros ocorreu em 20 de janeiro, contra um comerciante, de 72 anos, e de seu motorista, de 42 anos. O ataque aconteceu no Campo Belo, na zona sul. Dois dias depois, o funcionário foi solto. A vítima, que é dona de uma rede de bares na cidade de São Paulo, ficou cinco dias em cativeiro e foi libertado sem pagamento de resgate.

 

Os policiais apuraram que o responsável pelo sequestro foi Daniel Nogueira da Silva. Ele admitiu o crime e revelou o nome de outros três envolvidos.

 

Em outro caso, ocorrido em 3 de fevereiro, a vítima foi um comerciante, de 30 anos, dono de uma revenda de veículos. O sequestro aconteceu na região da Vila Brasilândia, na zona norte. Ele foi levado para um cativeiro no Jardim Peri Alto, na mesma região. Durante as negociações, ocorreu confronto entre os policiais e os sequestradores, que optaram em libertar o refém sem o pagamento de resgate.

 

A dona de casa Juliana dos Santos Pereira, que vigiou o cativeiro, foi identificada e revelou a localização do cárcere e indicou os nomes de outros dois envolvidos.

Mais conteúdo sobre:
São Paulosequestrospolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.