Dois são presos por assaltar e atirar contra comerciante em SP

Bandido tentou disparar três vezes, mas a arma falhou; na quarta, acertou a nuca da vítima, que sobreviveu

Alexandre Hisayasu, O Estado de S. Paulo

17 Fevereiro 2016 | 20h50

Policiais militares prenderam dois homens acusados de atirar na nuca do comerciante Jorge Aparecido de Oliveira, de 54 anos, durante um assalto ao restaurante dele, na região de Itaquera, na zona leste, na tarde desta quarta-feira, 17.

Segundo a polícia, por volta das 12h, três ladrões entraram no restaurante da vítima e anunciaram o assalto. Oliveira e um cliente foram levados para a cozinha e ficaram ajoelhados de frente para uma parede. O cliente teve o celular roubado. Os bandidos levaram R$ 260, 27 maços de cigarro e os celulares dos clientes.

Antes de ir embora, um dos bandidos voltou e apertou o gatilho três vezes na cabeça do comerciante, mas a arma falhou. O criminoso recarregou e acertou um tiro na nuca de Oliveira.

Os criminosos se dividiram para fugir a pé. Ruy Máximo Barcellos de Andrade, de 28 anos, foi abordado pelos PMs em uma rua próxima do restaurante. Ele estava com dinheiro, o celular do comerciante e alguns maços de cigarro. Na Rua Itapiuna, outros policiais militares prenderam Igor Gardino do Nascimento, de 18 anos, com o celular de um dos clientes.

Segundo a polícia, foi Andrade quem atirou no comerciante. A dupla foi presa em flagrante por tentativa de latrocínio. O comerciante foi levado para um hospital próximo, passou por cirurgia e não corre risco de morte.

 

 

Mais conteúdo sobre:
ItaqueraOliveiraAndrade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.