Dois são presos pela Rota após assalto a residência em São Paulo

Dono da casa foi rendido quando chegava, de carro, com a mulher e a filha

Pedro da Rocha, estadão.com.br

11 Outubro 2011 | 06h23

SÃO PAULO - Os assaltantes de residência que mantiveram três pessoas de uma mesma família reféns, incluindo uma criança de 2 anos, na noite de segunda-feira, foram presos pela  Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), da Polícia Militar  na Vila Formosa, zona leste de São Paulo.

O empresário Alex Donadoni, de 29 anos, chegava em casa, de carro, com a mulher e a filha, quando foi rendido por Jonathan Cardoso Oliveira, de 22 anos, enquanto fechava o portão da garagem. Os moradores foram encaminhados até a sala da residência, onde permaneceram como reféns sob a mira de um revólver calibre 38.

"O assaltante achou que eu era policial e me revistou. Falei que não era, que se acalmasse e preservasse a minha família", disse Alex. Enquanto o criminoso juntava objetos de valor da sala, seu comparsa, Arnaldo Lourenço Santana, também entrou na residência e subiu ao segundo andar, em busca de mais objetos de valor.

A Polícia Militar foi avisada do assalto por uma testemunha e acionou a Rota. "Em determinado momento, o homem que apontava a arma para a gente olhou pela janela e avistou uma viatura da PM. Ele só gritou ''polícia'' e correu para o andar de cima", relatou o empresário.

O tenente da Rota Carlos Minozzi contou que, ao chegarem à residência foram avisados da fuga dos bandidos pelo telhado, "subimos no topo das casas e iniciamos buscas aos criminosos. Encontramos umas telhas quebradas e deduzimos que eles tinham caído". Os assaltantes despencaram de uma altura de oito metros. Eles tentaram se esconder debaixo da escada de outra casa, mas foram localizados pelos policiais. "Os criminosos deixaram a arma no chão e não ofereceram resistência", finalizou Minozzi.

O caso foi registrado no 30º Distrito Policial (DP). Ambos os presos possuíam passagem pela polícia, e Arnaldo é foragido da Justiça. Jonathan fraturou o tornozelo na queda e foi medicado. A mulher de Alex também recebeu atendimento médico, após passar mal na delegacia e desmaiar.

Mais conteúdo sobre:
assalto residência prisões SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.