Dois são presos após assaltarem casa em condomínio de luxo na Grande SP

Criminosos fingiram estarem armados e obrigaram dona de casa a ajudar a carregar objetos roubados; eles foram presos depois de a Guarda Civil encontrar o carro da dupla

Pedro da Rocha, do estadão.com.br

02 de agosto de 2011 | 06h17

SÃO PAULO - Uma família foi feita refém, por volta das 20h de segunda-feira, por dois assaltantes. A dona da casa foi obrigada a ajudar a dupla a carregar as sacolas com os objetos roubados da residência, localizada no condomínio Morada dos Pinheiros, em Aldeia da Serra, em Barueri,  na Grande São Paulo. Os bandidos foram presos depois que a Guarda Civil da cidade encontrou o carro que seria usado na fuga.

 

Os criminosos, um deles usando uma máscara do Homem-Aranha, entraram pela porta da sala de jantar e renderam, no escritório, uma dona de casa, de 37 anos, e seu pai. "Enquanto um vigiava meu pai, a empregada e as crianças (um menino de 15 anos e duas irmãs gêmeas de nove), o outro andava comigo pela casa me obrigando a colocar os objetos dentro das sacolas", contou a dona de casa. Eles simularam estarem armados fazendo volume com a mão embaixo da camiseta.

 

Na hora da fuga, os criminosos trancaram o resto da família em um dos quartos e, junto com a mãe, carregaram os produtos do roubo até uma parte do alambrado, de cerca de 6 metros, atrás da residência, em que havia um buraco e em onde o arame farpado estava cortado. "Eles queriam que eu fosse com eles, achei que iam me matar. Acabei ficando presa na grade e os assaltantes fugiram sem me levar", relatou a mãe.

 

No momento em que acontecia o roubo, uma viatura da Guarda Civil de Santana do Parnaíba, cidade vizinha, sem saber do crime, encontrou um carro abandonado próximo ao muro do condomínio. "Vimos que o veículo era roubado e entramos em contato com os seguranças do condomínio, que nos informaram do roubo. Seguimos pela trilha perto de onde estava o veículo e, cerca de 150 metros adiante, vimos os dois assaltantes surgirem do meio do mato carregando duas bolsas e uma sacola", disse Fabiano de Souza, um dos guardas que participaram da ação. Outras cinco bolsas estavam mais adiante, no matagal.

 

As bolsas continham joias, produtos eletroeletrônicos, pratarias, relógios, R$ 200, 123 euros, 122 dólares e 20 libras. Um alicate e um rádio comunicador foram apreendidos com os bandidos. A dona de casa sofreu um ferimento na canela, ao tentar pular o alambrado, e foi atendida no Hospital Santa Ana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.