Dois são esfaqueados em briga entre skinheads e roqueiros na zona sul de SP

Cinco pessoas se envolveram na confusão; um dos detidos estava com canivete sujo de sangue no bolso da calça

Solange Spigliatti, Central de Notícias

18 de abril de 2011 | 15h03

SÃO PAULO - Duas pessoas ficaram feridas neste domingo, 17, durante briga entre skinheads e roqueiros, na região do Jabaquara, zona sul de São Paulo. Uma pessoa foi presa.

 

Segundo informações da polícia, a briga entre cinco pessoas começou de madrugada, na Avenida Engenheiro de Arruda Pereira, próximo a uma base da Polícia Militar (PM).

 

Os policiais militares que estavam na base viram o início da briga e tentaram apartar, quando perceberam que dois jovens foram esfaqueados no pescoço, abdômen e tórax.

 

Um projetista, de 24 anos, e um desempregado, de 26 anos, foram socorridos e levados para o Hospital Municipal Dr. Arthur Ribeiro Saboia, onde permanecem internados na UTI, segundo a Secretaria de Segurança Pública.

 

De acordo com policiais do 35º DP, onde o caso foi registrado, o grupo de skinheads atacou os roqueiros. O instalador Rafaele Marquini Franco, de 25 anos, foi preso em flagrante.

 

Junto com Rafaele, um mecânico, de 23 anos, também foi levado à delegacia, mas liberado em seguida. Com a dupla foram apreendidos três latas de cerveja, um soco inglês, uma faca e no bolso de Rafaele estava um canivete com marcas de sangue.

 

Em depoimento, a dupla informou que foi provocada e agredida pelo grupo de roqueiros, mas não souberam informar sobre os objetos encontrados que foram apreendidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.