Dois presos fogem de cadeia para regime semiaberto em Santos

Pelo menos três pessoas dispararam contra guardas do presídio antes de detentos pularem a cerca para a fuga

Rejane Lima, Especial para o Estado de S. Paulo

06 de abril de 2011 | 15h21

SANTOS - Dois presos fugiram na manhã desta terça-feira, 6, de manhã do Centro de Progressão Penitenciária Dr. Rubens Aleixo Sendin, o Presídio Semiaberto de Mongaguá, na Baixada Santista. Eles tiveram ajuda de indivíduos armados que chegaram ao local de carro, atiraram contra os vigilantes e resgataram a dupla.

 

A fuga aconteceu por volta das 7h20 da manhã. Os detentos tomavam banho de sol e carpiam o mato da área externa do presídio, quando pelo menos três indivíduos armados em um Ford Eco Sport Prata efetuaram disparos contra os servidores, que, por lei, trabalham desarmados nas unidades de regime semiaberto. Nesse momento, dois dos detentos pularam a cerca, entraram no veículo e se evadiram. Ninguém foi atingido pelos disparos, mas um dos servidores feriu-se durante a confusão, sendo encaminhado ao hospital com uma lesão no braço.

 

Segundo o Comandante da Polícia Militar em Mongaguá, capitão Argeo Arias Rodrigues Filho, a PM realizou cerco e buscas na área, mas por enquanto os dois reeducandos não foram recapturados e nem o veículo utilizado na fuga encontrado.

A Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) informou que a direção da unidade está tomando as providências necessárias ao caso e defendeu mudanças na lei: "Ações como essa demonstram a urgente necessidade do retorno do exame criminológico, como condição 'sine qua non' para que o presidiário obtenha o benefício da progressão do regime fechado para o semiaberto", diz a nota divulgada pela secretaria.

 

Nos presídios semiabertos, os detentos saem durante o dia para trabalhar e são obrigados a retornar ao complexo durante a noite. Entretanto, aqueles que não têm trabalho ficam no presídio todo o tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.