Dois PMs são presos por explosão de caixas eletrônicos no interior de SP

Crime ocorreu na quinta-feira, em Morungaba; outros quatro PMs foram recolhidos administrativamente sob suspeita de participação

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo

01 de dezembro de 2012 | 14h30

São Paulo - Dois soldados da Polícia Militar foram presos na sexta-feira,30, por envolvimento na explosão de caixas eletrônicos na cidade de Morungaba, no interior de São Paulo. Outros três soldados e um cabo também foram recolhidos administrativamente na Corregedoria da Polícia Militar sob suspeita de participar do crime, ocorrido na quinta-feira,29, informou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP).

Os dois soldados detidos tiveram a prisão temporária expedida pela Justiça a pedido da Delegacia Seccional de Bragança Paulista. Os demais foram levados à Corregedoria para "esclarecimentos", informou a assessoria da PM, que não disse se há mais agentes sendo investigados. De acordo com a corporação, os seis policiais com suspeita de envolvimento no roubo de caixas têm entre 27 e 38 anos.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que "não tolera o envolvimento de policiais militares em crimes" e que, além da Polícia Civil, a Corregedoria da PM também abriu procedimento para investigar o caso. "Se ficar comprovada a conduta criminosa dos policiais eles serão expulsos da PM, além de responderem criminalmente por seus atos", diz a pasta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.