Dois ônibus são incendiados por criminosos em Jundiaí

A Polícia Civil investiga se há ligação entre os ataques e a morte de um homem após tiroteio com a Guarda Municipal

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

09 Maio 2014 | 14h50

 SOROCABA - Dois ônibus foram incendiados por criminosos entre a noite de quinta-feira e a madrugada desta sexta-feira, 9, em Jundiaí, região de Campinas. Num dos ataques, um criminoso espalhou gasolina no interior do ônibus quando os trinta passageiros estavam a bordo. Duas pessoas ficaram com as roupas molhadas pelo combustível, mas não foram atingidas pelo fogo. A Polícia Militar reforçou o policiamento nas áreas em que ocorreram os ataques. A Polícia Civil investiga se há ligação entre os ataques e a morte de um homem após tiroteio com a Guarda Municipal.

O primeiro ataque ocorreu quando um homem deu sinal de parada a um ônibus de linha que transitava pela Rodovia João Cereser, no bairro do Varjão. Ele entrou com uma arma em punho e mandou que os passageiros descessem. Em seguida, espalhou a gasolina que levava num galão e mandou que o motorista atravessasse o veículo na rua, ateando fogo. As chamas consumiram o ônibus rapidamente e atingiram a fiação elétrica. O outro ataque ocorreu no Jardim Sorocabano, quando o coletivo tinha acabado de sair da garagem apenas com o motorista. Cerca de dez homens cercaram o ônibus sob um viaduto da Via Anhanguera e puseram fogo, fugindo em seguida.

Os bombeiros chegaram a tempo de evitar que as chamas destruíssem todo o veículo. Uma das pistas da rodovia chegou a ser interditada. O viaduto atingido pelo fogo vai passar por perícia. No dia 29 de abril, um ônibus já havia sido abordado por criminosos e incendiado no Jardim Tarumã. Na ocasião, a Polícia Militar informou que o ataque teria sido uma resposta à ação realizada no Jardim São Camilo e que resultou na prisão de uma quadrilha de traficantes e na apreensão de drogas.

Mais conteúdo sobre:
jundiai onibus queimado depredação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.