Daniel Teixeira/ ESTADÃO
Daniel Teixeira/ ESTADÃO

Dois funcionários do Itaú testam positivo para coronavírus

Após viagens, colaboradores apresentaram sintomas e agora estão isolados em casa. As pessoas não tiveram contato com colegas. Banco prevê trabalho de casa para quem esteve em países com surto

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2020 | 19h26

SÃO PAULO - O Itaú Unibanco confirmou nesta quarta-feira, 11, que dois funcionários tiveram o diagnóstico do novo coronavírus confirmado. Segundo o banco, ao notarem os sintomas, eles comunicaram o fato à empresa, buscaram atendimento médico e agora seguem orientações de tratamento em casa, sem contato com colegas. 

Em nota enviada ao Estado, o Itaú disse que segue "instruindo seus colaboradores com medidas preventivas e orientando-os para casos suspeitos, inclusive com canais internos dedicados ao tema para apoio às equipes". As pessoas que tiveram os casos confirmados não teriam tido contato com colegas na volta das suas viagens. 

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

A instituição financeira já orientava os funcionários que retornaram de viagens a países em alerta para prestar atenção em sintomas da doença. "Em caso positivo, (foram orientados a) procurar o serviço de saúde mais próximo e seguir as orientações médicas de cuidados e de período de afastamento", declarou o banco. 

O Itaú informou que, como medida adicional de prevenção, nas áreas do banco com possibilidade de home office, "os colaboradores que estiveram nesses países ou tiveram contato com casos suspeitos/confirmados, mesmo que não apresentem sintomas, foram liberados para trabalhar de casa pelo período de 14 dias". "Para quem tem viagem marcada, o banco recomendou substituir a presença física por meios de comunicação remota ou postergar a data da viagem até que haja melhora no cenário de controle e tratamento da doença."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.