Dois ficam soterrados em pedreira de Santos-SP

Solo cedeu e formou uma cratera, engolindo dois funcionários; bombeiros realizam buscas por desaparecidos

Priscila Trindade, Central de Notícias

12 de abril de 2011 | 13h03

SÃO PAULO - Cinco equipes do Corpo de Bombeiros e técnicos da Defesa Civil de Santos realizam buscas por dois funcionários da pedreira Max Brita, localizada na Rodovia Rio-Santos, no litoral sul de São Paulo. Por volta da 6h desta terça-feira, 12, um escorregamento na pedreira soterrou funcionários que trabalhavam no local.

 

Segundo a Defesa Civil, o solo cedeu abrindo uma cratera. Duas pessoas caíram no buraco e estão desaparecidas. Várias pedras deslizaram em cima dos trabalhadores.

 

De acordo com o Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom), além dos doze bombeiros, também estão no local geólogos da Prefeitura de Santos e Guarujá, realizando trabalhos de resgate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.