Dois chefes de quadrilha que assalta táxis de São Paulo são presos

Bando tinha base no bairro Vila Santa Catarina e aproveitava a proximidade com áreas como Campo Belo e Vila Mariana para atacar os taxistas

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

19 Dezembro 2011 | 06h45

São Paulo - Dois chefes de uma quadrilha que ataca táxis da cooperativa que opera no Aeroporto Internacional André Franco Montoro, em Guarulhos, na Grande São Paulo, foram presos após investigação da Polícia Civil. As detenções aconteceram entre os dias 5 e 8 deste mês, na Vila Santa Catarina, zona sul da capital, mas só foram divulgadas nesta segunda-feira, 19.

De acordo com o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o bando tinha base no bairro Vila Santa Catarina e aproveitava a proximidade com áreas como Campo Belo e Vila Mariana para atacar os taxistas. Eles observavam o táxi da empresa que operava no aeroporto passar e o seguiam. Segundo os policiais, 12 ataques foram esclarecidos.

Foram detidos Carlos Alexandre Amado, de 30 anos, e Adriano Luiz da Silva, de 27. Também foi identificado um terceiro envolvido: Rafael Gonzaga de Oliveira, também de 27 anos.

Algumas vítimas reconheceram os presos.

O Deic afirma que vai continuar com as investigações para prender o restante da quadrilha, que seria formada por cinco pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.