Dois caminhoneiros, pai e filho, são sequestrados na Rodovia Fernão Dias

Vítimas são do interior e estavam em um bolsão à espera de contratação serviço de frete

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

18 de janeiro de 2012 | 05h32

SÃO PAULO - Um criminoso foi preso e outro conseguiu escapar, por volta das 21h45 de terça-feira, 17, após uma quadrilha render dois caminhoneiros, pai e filho, no bolsão de cargas localizado na Rua Carlos Calvo, na Vila Sabrina, ao lado da Rodovia Fernão Dias, na zona norte da capital paulista.

 

As vítimas, que residem no noroeste paulista, na divisa com o Estado do Mato Grosso do Sul, foram abordadas quando cada uma estava em seu veículo, à espera de algum serviço transporte de carga. Os criminosos, ocupando um Classic cinza escuro e um Corsa prata, tiveram um pouco de dificuldade em convencer os caminhoneiros a entrarem nos veículos de passeio.

 

O bate-boca despertou a atenção de testemunhas, mas mesmo assim os assaltantes, um deles identificado como Reginaldo, de 37 anos, ainda colocaram os caminhoneiros no porta-malas dos carros. Os demais integrantes do bando fugiram com os dois caminhões, mas, já cientes de que testemunhas haviam ligado para o 190, resolveram abandonar os dois veículos de carga numa rua próxima ao bolsão.

 

Um dos caminhoneiros foi liberto pelos policiais do 5º Batalhão na Rua Jornada da Paraíba, ainda no mesmo bairro, e retirado do porta-malas do carro, dirigido por Reginaldo. O outro caminhoneiro foi abandonado a pé no quilômetro 87 da Rodovia Fernão Dias, no Parque Edu Chaves, próximo à loja da Di Cicco. Os demais integrantes da quadrilha continuam foragidos.

 

Segundo a polícia, Reginaldo já tem várias passagens, entre elas por tráfico, e já cumpriu 10 anos de prisão. O caso foi registrado como roubo e cárcere privado no 9º Distrito Policial, do Carandiru.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.