Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Três alunos de escola alvo de atentado em Suzano recebem alta hospitalar

Dois adolescentes estavam internados no Hospital Santa Maria, em Suzano, o terceiro estava no Hospital das Clínicas em São Paulo

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2019 | 13h06
Atualizado 16 de março de 2019 | 23h06

Duas vítimas do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, que estavam internadas no Hospital Santa Maria, em Suzano, tiveram alta na manhã deste sábado, 16. Segundo o hospital, elas foram liberadas por volta das 8h e já deixaram a unidade.

Um terceiro jovem, Murillo Gomes Louro Benite, 15 anos, recebeu alta do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC/FMUSP) no início da noite, conforme informou a Secretaria Estadual de Saúde.

Ainda há quatro pessoas internadas em hospitais. No último balanço divulgado pela assessoria do governo paulista, há apenas um estudante de 15 anos internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas, em estado estável. Uma adolescente está internada na UTI do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. O estado de saúde da adolescente também era estável até este sábado. Um adolescente de 16 anos, que foi levado ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, passou por cirurgia, sem intercorrências e segue internado, em estado estável.

Na manhã de sexta-feira, 15, um paciente que estava internado na Santa Casa de Suzano recebeu alta após passar por uma cirurgia em um dos joelhos no dia anterior. Ele agora fará tratamento no setor de ortopedia da Santa Casa de Misericórdia.

O ataque à escola, ocorrido na manhã da última quarta-feira, 13, e provocado por dois adolescentes encapuzados e armados, deixou dez mortos, dos quais duas funcionárias da escola, cinco alunos, um comerciante e os dois atiradores. /Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.