Do look princesa à fibra ótica: é a nova moda noiva

Feira que vai até o dia 22 no Terraço Daslu mostra modelos de 110 expositores; tendências quebram quase todas as tradições

Valéria França, O Estado de S.Paulo

20 de maio de 2010 | 00h00

  Noiva elétrica. A ex-BBB Fernanda desfila com vestido feito de fibras óticas que emitem luz. Foto: Ayrton Vignola/AE

 

 

A curitibana Katlin Miketen, de 27 anos, sempre teve o sonho de se casar com o vestido igual ao da Cinderela, personagem dos contos de fadas que ganhou forma e identidade nos desenhos animados dos estúdios da Disney. Então, ela entrou na internet para copiar o modelo - que serviria de base para uma costureira confeccioná-lo de fato. Para sua surpresa, descobriu uma grife, a Kristie Kelly, do próprio estúdio americano, que a partir de maio começa vender no Brasil modelos inspirados no figurino de personagens como Cinderela, Branca de Neve e Yasmin, entre outras.

Ontem, o modelo Cinderela estava nas passarelas do Casar, uma espécie de Fashion Week do mundo das noivas, que apresenta as tendências do setor. O evento vai até o próximo sábado, no Terraço Daslu, na Vila Olímpia, zona sul. Mas esta era apenas uma das novidades dos 110 expositores.

LED. Nas passarelas surgiu também um vestido de LED, material que já é tendência no mundo da decoração e agora chegou à moda. "Fios de fibras óticas bem finas foram bordados à mão no lugar de pedrarias", explica Élide Helzel, diretora de Marketing da Nova Noiva. Costuradas de forma a dar mais movimento para o figurino, o resultado do conjunto de fibras depende da iluminação. Se o ambiente estiver claro, o vestido é até discreto. Mas, no escuro, destaca-se como nenhum outro. "O modelo é conceitual, uma sugestão para que o material seja aplicado de várias maneiras", diz Élide.

A tecnologia já foi usada lá fora. No início do mês, a cantora Katy Perry apareceu com um vestido de luzes de LED em uma festa do Metropolitan Museum of Art, de Nova York.

Preto. Casar em um tomara que caia preto rendado, com uma cauda branca, é uma das ideias lançadas no evento. "Já estamos fazendo muitos vestidos brancos com detalhes em preto, seja um laço, uma fita nas costas para amarrar um corselete ou luvas", afirma Gabriela Piccoli, de 34 anos, estilista da Solaine Piccoli.

Fora das passarelas já tem quem prefira o preto para casar. Quebrando todas as regras do que dá ou não azar num casamento, o consultor de moda Osvaldo Costa, de 38 anos, escolheu o vestido de sua noiva, um Valentino, de renda preta, bem clássico, acinturado e curto, até a altura dos joelhos. "Para completar o look, achei um xale, também Valentino, com bordados em forma de framboesa", conta.

Como a noiva é francesa, o casamento foi realizado em Paris. "A cerimônia ficou muito chique. Por coincidência, os convidados também estavam de preto", lembra o consultor.

Hit nos EUA. Na linha glamour, outra grife que chega ao mercado nacional é a Priscilla of Boston, hit nos Estados Unidos. A marca virou sinônimo de sofisticação em 1956, quando vestiu a atriz Grace Kelly em seu casamento com o príncipe Rainier, de Mônaco. A marca será representada no Brasil pela Black Tie. "Toda mulher cresce escutando contos de fada", diz a curitibana Katlin. "Quando encontra o príncipe, quer um vestido de princesa."    

PONTOS-CHAVE

Cerimônias

No Brasil acontecem por ano cerca de 900 mil casamentos, que movimentam um mercado de aproximadamente R$ 10 bilhões. Na última década, as uniões aumentaram em 35%

Num sábado, em SP

1,4 milhão de flores, pelo menos, são vendidas para enfeitar salões e igrejas onde são celebrados os casamentos. Trabalham 3 mil floristas

Guloseimas 400 mil

doces são servidos nas festas em um sábado, além de 13 mil quilos de frango, 10 mil quilos de carne e 3 mil quilos de arroz

Para convidados

50 mil lembrancinhas são distribuídas em um sábado na capital paulista. Estima-se que também são servidos 20 mil bem-casados

SERVIÇO

 

Casar 2010: até o próximo sábado.

Local: Terraço Daslu.

Endereço: entrada pelas avenidas Chedid Jafet, 131, e Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041, Vila Olímpia.

Horário: das 14 às 21 Horas, com desfiles às 16 e às 18h.

Ingresso: R$ 55.

Site para informações: http://www.verasimao.com.br/

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.