Divisão ajudou a formar máfia

Em 1998, durante a gestão Celso Pitta (PP), a divisão política das então administrações regionais ajudou a formar uma das maiores máfias que já atuaram em São Paulo. Com a indicação de vereadores, chefes da fiscalização passaram a cobrar propina para liberação de alvarás e permissão do trabalho de ambulantes. Dois parlamentares foram condenados e presos. Segundo o Ministério Público Estadual, o loteamento de cargos alimentou um esquema de corrupção que arrecadou mais de R$ 436 milhões em todas as regiões da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.