Dividido entre partido e governo

Geraldo Alckmin (PSDB) está dividido. De um lado, o atual governador quer dar uma marca própria à sua segunda gestão no Estado. Por isso, está reavaliando a prioridade das obras anunciadas por José Serra (PSDB) em clima pré-eleitoral - revisão que foi vista com certo ar de revanchismo: Serra havia feito o mesmo ao assumir em 2007, após mandato de Alckmin. Por outro lado, essa predisposição esbarra na política interna do partido.

Paulo Saldaña e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

04 Fevereiro 2011 | 00h00

Com a proximidade das eleições para a presidência do PSDB, Alckmin não quer deixar transparecer qualquer indício de racha entre tucanos. Por isso, já avisou que apoiará Serra se ele quiser se candidatar a presidente. A reação natural de Alckmin à pressão é a cautela: anunciar grandes mudanças de planos neste momento não é tão simples assim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.