Subprefeituras vão sugerir até 3 vias para abertura aos domingos

Os locais serão discutidos em audiências públicas com munícipes, que devem escolher um deles, caso concordem com o fechamento

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

18 de setembro de 2015 | 17h09

SÃO PAULO - Cada uma das 32 subprefeituras de São Paulo vai sugerir em audiências públicas até três ruas ou avenidas que podem ser fechadas para lazer aos domingos. Os locais vão ser discutidos com a população, a pedido do Ministério Público Estadual (MPE), para que os munícipes possam decidir por uma delas, caso concordem com a proposta da Prefeitura de abrir a via para pedestres e ciclistas.

A gestão Fernando Haddad (PT) pretende abrir vias importantes aos domingos e feriados, das 10h às 17h, para atividades artísticas, esportivas, gastronômicas e culturais. A lista das ruas que serão sugeridas não foi divulgada. As primeiras audiências acontecerão neste sábado, 19, no distrito da Sé, na região central, Aricanduva, na zona leste, e Campo Limpo, na zona sul.

"A cidade é muito fechada. Isso (a abertura das ruas e avenidas) vai mudando a cultura de convivência na cidade", afirmou o prefeito nesta sexta-feira, 18. "Os subprefeitos foram incumbidos de levar de uma a três sugestões para que haja uma discussão sobre o assunto", disse.

A audiência organizada pela Subprefeitura da Sé ocorrerá no Vão Livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), para discutir a situação na Avenida Paulista. O fechamento aos domingos da via mais famosa da capital chegou a ser alvo de contestação do MPE, que solicitou à Prefeitura que consultasse a população sobre a proposta. O encontro está marcado para as 10 horas.

As discussões devem ser encerradas até o dia 17 de outubro, quando está marcada audiência em São Mateus, São Miguel Paulista e Cidade Tiradentes, todos na zona leste. "Eu estou com esperança que na maioria das Subprefeituras haja uma indicação de abraçar o projeto", afirmou Haddad. Segundo o prefeito, as audiências representam o "último passo" para decisão sobre a abertura dos locais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.