Disputas anteriores também tiveram casos de agressão

Na disputa pelo comando da Câmara, os embates políticos se transformam em brigas com razoável frequência. Quase sempre o motivo é um vereador mudar de candidato. Em 2003, o grupo que apoiava Antonio Carlos Rodrigues (PR) invadiu o gabinete de Eliseu Gabriel (PSB) e teria acertado chutes no parlamentar socialista, que passara a apoiar Arselino Tatto (PT).

, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.