Discussão no trânsito termina em briga e deixa quatro feridos

Colisão ocorreu na Chácara Klabin, na zona sul; policial civil saiu machucada e está internada

CRISTIANE BOMFIM, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2012 | 03h10

Uma discussão no trânsito terminou em acidente e agressões na noite de anteontem. Quatro pessoas ficaram feridas - uma policial civil está internada. A colisão entre dois veículos aconteceu por volta das 23h30, na Avenida Fábio Prado, na Chácara Klabin, zona sul da capital.

Um estudante de 22 anos contou à polícia que teve seu veículo, um Citroën C3 preto, fechado por um Hyundai Santa Fé prata, dirigido por uma policial civil de 29 anos. Ao mesmo tempo, o carro do rapaz teve sua traseira atingida ainda por um Fiat Uno amarelo, dirigido por um médico de 37 anos e marido da policial civil.

Depois das duas batidas, o rapaz disse que a mulher desceu do carro ensanguentada e que foi arrancado do veículo pelo marido dela, que iniciou as agressões. "Eram socos, tapas, puxões de cabelo. E em nenhum momento eu vi a vítima reagir", conta uma testemunha de 20 anos que viu a confusão pela janela do prédio em que mora e não quis ser identificada.

O pai do rapaz, um bancário de 54 anos, chegou ao local pouco tempo depois e também recebeu ameaças e agressões - entre elas, um soco na boca. Com a gritaria, alguns moradores da rua foram até o local para tentar apartar a briga, que só acabou depois da chegada da Polícia Militar. "Eu vi os policiais estarrecidos, olhando a confusão sem fazer nada", diz a testemunha.

A policial civil, machucada por causa do acidente, foi levada para o hospital Santa Cruz, onde está internada e passou por cirurgia. O rapaz agredido e o pai dele foram atendidos no mesmo hospital e liberados em seguida. O caso foi registrado no 8.º DP (Brás-Belém).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.