Diretores de empresa são presos por estelionato

Empresa, autorizada a vender consórcio da casa própria, convencia as vítimas que se tratava de um empréstimo

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

30 de agosto de 2007 | 20h46

Seis pessoas foram presas sob acusação de estelionato na tarde desta quinta-feira, 30, por policiais da Delegacia de Repressão a Roubo e Furto de Veículos do Departamento de Investigação sobre Crime Organizado (Deic).  De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), os detidos são dois diretores, dois gerentes, um supervisor e um consultor da diretoria da RO Realiza Representações Comerciais, instalada em cinco andares de um prédio no centro da capital paulista.  Segundo a assessoria do Deic, a empresa é autorizada a vender consórcio da casa própria, mas durante as negociações, convencia as vítimas que se tratava de um empréstimo. Para evitar ações judiciais, os funcionários gravavam depoimentos dos interessados que, sem perceberem, afirmavam estar comprando o consórcio. O Deic passou a investigar o caso depois da denúncia de uma empregada doméstica. Ela afirmou ter depositado R$ 2 mil na conta da empresa para conseguir o empréstimo, porém descobriu que tinha sido enganada.  Segundo o delegado Adalberto Barbosa, a RO Realiza vende consórcios da casa própria para a empresa Credicasa. "A RO Realiza não empresta dinheiro. O pior é que o valor deveria ser depositado na conta da Credicasa, mas acabava desviado", explicou o delegado. Os investigadores detiveram os diretores E.A.R., de 37 anos, e C.E.O, de 28, o gerente comercial O.T.Z., de 50, o gerente de vendas A.M.F., de 34, o supervisor de vendas C.A.A.S., de 35, e o consultor A.D.O.J., de 43. Todos estão sendo autuados por estelionato e formação de quadrilha.

Tudo o que sabemos sobre:
EstelionatoCredicasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.