Diretora diz que 'para morar, 'tem de pagar'

A Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo (Sehab) abriu uma investigação para apurar a declaração de uma de suas diretoras a moradores de uma favela na zona norte da capital paulista. No dia 15 de fevereiro, Maria Cecília Sampaio afirmou a moradores da Favela do Coruja que "para morar nesta cidade de São Paulo, para ser cidadão, tem que trabalhar, tem que ter recurso, tem que ter condição para pagar". Segundo ela, "quem não pode, infelizmente, tem que sair ou ir para cidades menores".

ADRIANA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

15 Março 2012 | 03h05

O discurso foi gravado e veiculado pela Rede Brasil Atual. Ontem, a Sehab afirmou que a posição de Maria Cecília Sampaio não corresponde à posição da pasta e ressaltou que vai apurar o caso.

A secretaria ainda disse que já está prevista pelo governo municipal a entrega de um auxílio aluguel emergencial às famílias da favela, que pegou fogo no mês passado. Os atingidos também serão incluídos no Programa Parceria Social. A reportagem não conseguiu contato com a diretora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.