Diretora de escola em São Caetano deve prestar depoimento nesta segunda-feira

Professora permanece internada no Hospital das Clínicas sem previsão de alta

Solange Spigliatti, estadão.com.br

26 de setembro de 2011 | 12h06

SÃO PAULO - A polícia deve ouvir na tarde desta segunda-feira, 26, o depoimento da diretora da Escola Municipal Professora Alcina Dantas Feijão, em São Caetano do Sul, no Grande ABC paulista.

Segundo a delegada Lucy Mastellini Fernandes, titular do 3.º DP de São Caetano, a partir dos depoimentos da diretora Márcia Gallo e também da orientadora da escola será possível montar o cronograma para recolher os depoimentos dos alunos a respeito da tragédia ocorrida na semana passada.

Na tarde da última quinta-feira, 22, D., de 10 anos, atirou na professora Rosileide Queirós de Oliveira, de 38 anos, dentro da sala de aula e depois se suicidou, com dois tiros na cabeça. Os motivos que levaram ao crime ainda são investigados.

A professora continua internada no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Seu estado de saúde é estável, mas não há previsão de alta. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.