Diretor do Sindicato dos Motoristas de Ônibus é assassinado

Corpo foi encontrado baleado dentro de carro; assessoria diz não haver ligação com denúncias de corrupção

Pedro da Rocha, da Central de Notícias,

12 de novembro de 2010 | 23h10

SÃO PAULO- O diretor do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de São Paulo,  José Carlos da Silva, conhecido como "o irmão",  foi assassinado nesta sexta-feira, 12. Ele trabalhava na empresa Sambaíba, atuante na zona norte de São Paulo.  De acordo com a PM, ele foi encontrado por volta das 20h, baleado, dentro de seu carro, um Polo prata. Encaminhado ao PS Cachoeirinha, não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

A assessoria afirmou não haver qualquer ligação entre a morte de Silva e as denúncias de corrupção envolvendo diretores do sindicato. No dia 25 de outubro deste ano, o diretor de base do Sindicato, Sérgio Augusto Ramos, foi assassinado a tiros por um motoqueiro, na zona sul. Ramos havia denunciado um suposto esquema de desvio de dinheiro envolvendo o presidente do sindicato, Isao Hosoji, e outros diretores.

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.