Diretor deixa CDHU após afirmar que moradores de favela não têm educação

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) informou que o diretor regional Milton de Souza Leite pediu demissão ontem após ser criticado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), que o classificou como "preconceituoso".

O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2012 | 03h00

Segundo reportagem publicada no jornal Folha de S.Paulo, o diretor relacionou as falhas estruturais constatadas em 16 casas entregues pela companhia em Ribeirão Preto, no interior, à falta de educação dos moradores, que moravam em favelas antes da mudança. Ele teria dito que não se consegue mudar a educação das pessoas mudando só seu endereço.

A CDHU afirmou que as declarações de Leite não refletem a posição e o pensamento da empresa e pediu desculpas às famílias. O governo assegurou que adotará todas as medidas cabíveis para solucionar os problemas no conjunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.