Diretor de sindicato de ambulantes é morto em Campinas

A mulher dele ouviu os disparos e chamou a polícia, mas quando o socorro chegou ele já estava morto

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

23 de julho de 2008 | 11h13

Ivo Domingos, de 44 anos, diretor do Sindicato dos Vendedores Ambulantes de Campinas, interior de São Paulo, foi morto a tiros quando chegava em casa, no centro da cidade, na noite de terça-feira, 22. Segundo a polícia, o sindicalista foi atingido no peito, abdômen e braço. A mulher de Domingos ouviu os disparos e chamou a polícia, mas quando a viatura e o Samu chegaram, ele já estava morto. Ao lado do corpo, a polícia encontrou as cápsulas deflagradas.Segundo o delegado José Eduardo Cury, a possibilidade de latrocínio foi descartada, pois nada foi levado da vítima, como o celular e carteira com R$B 200,00. O resultado da perícia feita no local deve estar concluído em 30 dias. O corpo do sindicalista deve ser sepultado em Monte Mor.

Tudo o que sabemos sobre:
assassinatocamelôsCampinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.