Direto da roça para o centro de São Paulo

Zona cerealista: Concentrada na Rua Santa Rosa, oferece diversidade de produtos frescos vendidos a granel

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

20 Agosto 2010 | 00h00

Desde criança, a chef Renata Bessa ouvia a avó falar da zona cerealista de São Paulo, no bairro do Brás. Anos depois, quando decidiu trabalhar com gastronomia, foi conhecer o lugar e se apaixonou. "Tem um clima de feira da vizinhança, todo mundo é amigo." A qualidade dos produtos é indefectível - as frutas e hortaliças vêm "direto da roça", fresquinhas. Os preços, segundo Renata, compensam as compras em grande quantidade. "A medida deles é a lata, daquelas de achocolatado. Uma lata de pimenta, uma de cominho", diverte-se.

Além de toda a variedade de grãos e especiarias, hoje já é possível encontrar também produtos importados na zona cerealista. "Aprimoraram bastante o serviço lá. Deram uma arrumada nos toldos, colocaram um estacionamento", conta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.