Direito de ser taxista passará de pai para filho

O Senado aprovou lei que estabelece que a exploração do serviço de táxi seja por meio de autorização do poder público e o direito a exercer a atividade de taxista passe para os herdeiros. O projeto permite que os filhos deem continuidade à atividade dos pais. A sucessão, explicou o relator, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), refere-se tanto a direitos quanto a obrigações. O texto segue agora para sanção presidencial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.