Dilma: 'País já tem os recursos contra a seca'

Em um dia nublado que começou com chuva tímida, a presidente Dilma Rousseff inaugurou ontem uma adutora de algodão no município de Malhada (BA) com o discurso de que o País tem "todos os recursos para enfrentar a seca". "Não controlamos o clima, mas podemos garantir que a gente tenha instrumentos para que, quando não chover, tenha água estocada", afirmou a presidente.

RAFAEL MORAES MOURA , ENVIADO ESPECIAL , MALHADA (BA), O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h07

"Queremos que a seca passe e ninguém sofra as consequências dela", continuou Dilma. "Queremos que a seca nunca afete a vida das pessoas. Vamos usar de adutoras, irrigação, vamos usar do que há de melhor no mundo para garantir que o combate à seca não seja uma volta atrás àquele passado antigo, em que se usava a seca para extrair boa vontade ou benefícios. Queremos que as adutoras, cisternas, a irrigação sejam a realidade", acrescentou a presidente.

Ela prometeu lançar na terça-feira um programa de irrigação. Na sequência, partiu para Salvador, onde se encontraria com governadores da Região Nordeste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.