Roseléia Rosa/FotoRepórter/AE
Roseléia Rosa/FotoRepórter/AE

Dez lugares para ver SP do alto

Parque, prédios, museu, igreja e até uma estação de metrô são opções gratuitas para admirar o skyline da cidade

Raquel Brandão, O Estado de S. Paulo

23 Março 2015 | 13h01

São Paulo pode até não ser a cidade mais bonita do mundo, mas impressiona. Em 2014, ela passou a cidade do Rio de Janeiro na preferência dos turistas em uma pesquisa realizada pelo site de viagens TripAdvisor e também foi considerada a cidade mais influente da América Latina, segundo um ranking elaborado pela Civil Service College de Cingapura e a Chapman. 

A ascensão no gosto dos visitantes não é à toa: os números são de ‘encher os olhos’. De acordo com o IBGE, são 11 milhões de habitantes em 1.530 quilômetros quadrados de área. E um site especializado em construção civil, Emporis, aponta que só na cidade são mais de 5 mil arranha-céus. 

Tanta grandiosidade convida os visitantes (e, por que não, os moradores?) a namorarem a cidade do alto. Por isso, o ‘Estadão’ selecionou 10 lugares para você aproveitar uma bela vista da cidade sem pagar nada.


1. Pico do Jaraguá

O ponto mais alto da cidade de São Paulo fica no Parque do Jaraguá e é considerado uma obra da natureza. São 1135 metros de altura, que oferecem uma vista de até 55 quilômetros de alcance. Para chegar ao cume do pico, o visitante pode optar pela Estrada Turística do Jaraguá, que é uma via asfaltada, ou pela Trilha do Pai Zé. 

Endereço: Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539

Horário: 7h às 17h, mas as trilhas tem acesso permitido até as 16h (é possível agendar trilhas monitoradas) 

Informações: (11) 3945-4532

2. Terraço Itália 

O Edifício Itália foi construído em 1956 em homenagem à comunidade italiana e por muitos anos foi o mais alto da cidade. Do seu 45º andar é possível admirar toda a região central. O topo do prédio é bastante conhecido pelo seu restaurante, o Terraço Itália, mas existem horários gratuitos de visitação para quem não quer reservar uma mesa. 

Endereço: Avenida Ipiranga, 344 - Praça da República. 

Horário: De segunda à sexta, visita gratuita entre 15h e 16h. 

Informações: (11) 2189-2929

3. Martinelli 

Em 1924, o imigrante italiano Giuseppe Martinelli decidiu construir o prédio mais alto da América do Sul. Inaugurado cinco anos depois, o prédio de 30 andares causou polêmica na cidade e chegou até a ser embargado por seu tamanho, mas acabou virando um símbolo da cidade. 

Endereço: Rua São Bento, 405.

Horário: Segunda a sexta-feira das 9h30 às 11h e das 14h às 16h; Sábados das 9h às 15h; e domingos das 9h às 13h 

Informações: (11) 3104-2477

4. Edifício Copan 

Cartão-postal da cidade, o prédio foi projetado por Oscar Niemeyer e é endereço residencial de cerca de 5 mil pessoas. O prédio de 115 metros foi projetado como uma homenagem à cidade que completava 400 anos, na época. 

Endereço: Av. Ipiranga, 200 - República 

Horário: Segunda a sexta-feira às 10h30 e às15h30. É preciso chegar com 10 minutos de antecedência. Em caso de chuva, a visita é cancelada. 

Informações:(11) 3259-5917

5. Banespão 

O edifício Altino Arantes é o endereço da bolsa de valores e também o 5º prédio mais alto da cidade. Inspirado no Empire States, em Nova York, o prédio tem 160 metros de altura. No último andar, os visitantes podem apreciar uma vista de 360º de São Paulo.

Endereço: Rua João Brícola, 24 – Centro 

Horário: Segunda a sexta-feira, das 10h às 15h 

Informações: (11) 2196-3730

6. Praça do Pôr do Sol

O ‘apelido’ faz jus à praça Cel. Custódio Fernandes Pinheiros. De lá, os visitantes assistem a um dos mais belos ângulos do sol se pondo entre os prédios. Por isso, a praça é um ponto de encontro dos paulistanos, que fazem piqueniques e atividades ao ar livre por lá. 

Endereço: Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiros, s/n - Alto de Pinheiros

7. Igreja Matriz Nossa Senhora da Penha 

Construído em um dos pontos mais altos da Zona Leste, o templo é uma espécie de mirante na região. É possível visitar o alto da torre acompanhado de um membro da igreja, mas é preciso preparar as pernas para alguns lances de escada. 

Endereço: Rua Santo Afonso, 199, Penha 

Informações: (11) 2295-4462

8. Mirante de Santana

Essa é a principal estação metereológica do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) e, também, é um dos pontos mais altos de São Paulo: 792 metros acima do nível do mar. De lá pode ser vista toda a Zona Norte e o Centro - o local é um dos melhores ‘camarotes públicos’ para assistir aos fogos de artifício na noite de Réveillon. 

Endereço: Praça Vaz Guaçu, s/nº, Jd. São Paulo.

9. Estação Sumaré do Metrô 

Curtir a vista que a estação oferece é uma opção bem mais interessante do que enfrentar um trem cheio. Se estiver de bobeira ou com um tempinho sobrando, vale a pena gastar uns minutinhos nas plataformas. No sentido Vila Prudente, o passageiro vê o skyline da Zona Sul com os prédios da Faria Lima; no sentido Vila Madalena, a Serra da Cantareira é que emoldura o norte da cidade. 

Endereço: Av. Dr. Arnaldo, 1470

10. Masp 

É verdade que o vão livre do Masp não é mais um dos pontos mais altos da cidade. Mas, a "moldura" do museu projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi garante uma paisagem autêntica de São Paulo, onde o novo e o antigo se misturam.

Endereço: Av. Paulista, 1578

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
é grátissão paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.