Dez de dezembro

Espia só!

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2011 | 03h06

Claro que o mal é ainda coadjuvante de peso na trama, mas o bem voltou a ser protagonista de novela da Globo em A Vida da Gente (18h), de Lícia Manzo. Palmas pra ela!

Valeu a pena

Se é mesmo verdade que, sem a compra dos caças franceses pela FAB, o Rafale pode ser extinto, o Brasil já terá prestado uma imensa contribuição à paz mundial.

Decida-se!

Tem gente que não sabia muito bem o que pensar a respeito, mas só de imaginar que o marqueteiro Duda Mendonça será um dos derrotados nas urnas se o eleitor do Pará votar "não" à criação dos Estados de Tapajós e Carajás, francamente, fica até fácil para o resto do Brasil tomar partido no plebiscito de amanhã, né?

Neo-Rosinha

De Cesar Maia definindo sua aliança com Anthony Garotinho: "O casal já passou pela lua de mel, está vivendo junto, casado e o filho vai nascer." Isso quer dizer o seguinte: o ex-prefeito quer ser uma nova Rosinha na política do Rio!

Calor humano

Pelos cálculos dos opositores de Vladimir Putin, a primavera russa vai cair no inverno. Haja vodca!

Mais o que fazer!

Barcelona limitou nesta semana o consumo mensal de papel higiênico nas escolas a 25 metros por aluno. Isso quer dizer o seguinte: a preocupação na Catalunha com o time do Santos é zero!

É, decerto, mera coincidência: o Dia Internacional dos Direitos Humanos e o Dia Nacional do Palhaço ocupam por acaso a mesma página na folhinha. Até porque esse palhaço que comemora sua data desde 1984 no mesmo dia que, em 1948, foi proclamada na ONU a Declaração Universal dos Direitos Humanos não tem nada a ver com aquele otário que todo brasileiro se sente quando vai reclamar seus direitos.

Seria até uma boa piada, mas o palhaço indignado com o ponto a que chegamos - marca registrada de qualquer manifestação contra tudo-isso-que-aí-está - não tem senso de humor para tanto. Tem mais a sensação de que estão se divertindo às suas custas, e não gosta disso: "Tá me achando com cara de palhaço?"

O palhaço que hoje está em festa no calendário tem DNA avesso a aborrecimentos, vem da linhagem de Arrelia, Chique-Chique, Pirolito, Piolim, Carambola, Teco-teco, Pipoca, Pimentão, Pimentinha, Picolino, Pingulin, Fred e Carequinha.

Em homenagem a eles, não deixe que nada estrague seu sábado. Surpreenda a quem lhe perguntar como vai: "Eu vou bem, muito bem, muito bem, bem, bem!" Tá certo ou não tá? Viva a palhaçada!

Primeira e única

O Brasil tem, enfim, uma presidente: a imortal Ana Maria

Machado tomou posse quinta-feira na

Academia Brasileira de Letras. Antes dela, o País só conhecia

presidentas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.