Deus salve o Mercadante!

Fogo cruzado

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2012 | 02h06

Algumas das batalhas na guerra entre mocinhos e bandidos em São Paulo têm características de briga de quadrilhas.

Nada a ver

"O Palhaço" que Dilma Rousseff vai ver na próxima quinta-feira não é este que você está pensando. A presidente assistirá ao filme de Selton Mello no Palácio da Alvorada.

"Pega ladrão!"

O brasileiro é engraçado: está literalmente roubado, em todos os sentidos, mas só reclama quando isso prejudica seu time! O cara paga preços exorbitantes, impostos abusivos, juros escorchantes, é assaltado na esquina, enganado pelos corruptos, mas só grita quando juiz apita - ou não apita, né?

Muito azar!

Os nova-iorquinos que marcaram férias para novembro e já estavam com viagem para Veneza marcada muito antes do anúncio do furação Sandy passeavam ontem na Praça de São Marcos com água pelos joelhos. A boa notícia é que não ventava!

Departamento médico

Confirmado: Joaquim Barbosa voltará a atuar antes de Adriano!

Rehab

Não importa que tipo de droga pesada estaria usando o maluco que invadiu a casa de Amy Winehouse para roubar o vestido de noiva que a cantora usou no casamento com Blake Fielder-Civil, o cara precisa de ajuda!

Aloizio Mercadante não sentia nada igual desde a juventude: ansiedade, insônia, dor de barriga, agitação, tudo igualzinho àqueles dias da véspera de seu vestibular para a Faculdade de Economia da USP. A diferença é que, na idade dele, isso pesa!

Não sei se serve de consolo a quem se preparou o ano inteiro para o Enem deste fim de semana, mas não há ninguém tão nervoso e preocupado com o exame do que o ministro da Educação!

Se algo der errado na prova em seu primeiro ano no cargo - coisa que, convenhamos, já é uma tradição no sistema de avaliação do ensino médio no Brasil -, ele sairá do teste amanhã vaiado por quase 6 milhões de estudantes para tomar bomba nas manchetes dos jornais de segunda-feira.

O que lhe resta de unha para roer foi preservada pelos raros momentos em que o ministro considera pra valer - e por que não? - a possibilidade de tudo funcionar como na Finlândia, o que daria a seu bigode a mesma projeção da barriga do Ronaldo Fenômeno no Fantástico deste domingo!

Os candidatos, neste caso - sem querer aqui com isso aumentar o nervosismo de ninguém -, não teriam desculpa para não fazer bem a parte deles! Relaxa aí, garotão!

Trauma de infância

Quem viu Reynaldo Gianecchini fazendo papel de bêbado no capítulo de quinta-feira da novela Guerra dos Sexos ficou com a impressão de que Marília Gabriela o proibia de beber na juventude! Depois que o casamento acabou, o ator decerto já tinha perdido a vontade! Daí a falta de jeito pra coisa!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.