Detido rapaz acusado de matar jovem que motivou campanha no Facebook

A polícia anunciou ontem que um adolescente de 17 anos participou do assassinato do metalúrgico Renan Fogaça Alípio, de 22 anos, em 15 de outubro. O desaparecimento de Alípio fez com que a irmã dele, Karina, de 31, lançasse uma campanha no Facebook para localizá-lo, depois que policiais do 98.º DP (Jardim Miriam), na zona sul de São Paulo, se negaram a registrar na hora boletim de desaparecimento.

O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2011 | 03h05

O adolescente foi detido em outubro em Iguape, no litoral sul, quando participava de um assalto com José Dilermando Antonio, de 28 anos, que continua foragido.

Segundo o delegado Luiz Fernando Lopes Teixeira, da 3.ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), os bandidos foram identificados por imagens da agência bancária onde fizeram saques da conta de Fogaça no dia do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.