Detento morre por overdose em penitenciária do interior de SP

Preso foi encaminhado ao Pronto Socorro; apuração interna será feita para esclarecer incidente

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

18 Fevereiro 2010 | 10h47

O preso da Penitenciária II de Itirapina Jefferson Adriano Silva Espíndola morreu na última segunda-feira, 15, em Rio Claro, no interior de São Paulo, vítima de intoxicação exógena aguda, ou overdose, segundo nota da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

 

O laudo do Instituto Médico Legal da cidade, segundo a Seccional da Polícia Civil em Rio Claro, ainda não foi concluído. As vísceras da vítima foram encaminhadas para o IML de São Paulo para descobrir qual substância teria causado a morte do detento. Não há informação sobre quando este resultado ficará pronto.

 

Espíndola foi retirado do seu pavilhão na Penitenciária II na segunda-feira após pedidos de socorro dos demais sentenciados. O preso apresentava convulsões e foi encaminhado imediatamente para o setor de enfermaria, segundo a SAP.

 

Em seguida, foi encaminhado ao hospital da cidade e, medicado, retornou ao pavilhão hospitalar da Penitenciária. Como seu quadro de saúde não apresentava melhoras, foi novamente removido ao hospital local e, posteriormente, encaminhado ao Pronto Socorro de Rio Claro onde, às 23h, onde morreu.

 

A SAP, paralelamente à investigação conduzida pela Polícia, faz apuração interna conduzida pela direção da unidade prisional sobre os fatos.

Mais conteúdo sobre:
SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.