Desrespeito sem punição

TELEFÔNICA/VIVO - DOIS MESES SEM SPEEDY

O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2012 | 02h02

O meu Vivo Speedy não funciona há mais de 6 semanas, resultando em enormes prejuízos pela falta do serviço. O engraçado é que a cobrança não falha. Já fiz inúmeras ligações, que demoram no mínimo 30 minutos cada, muitas vezes com total displicência e até falta de educação por parte de atendentes e supervisores. Protocolos, tenho mais de 7. Cada vez dizem que o técnico virá em 48 horas e não aparece ninguém. Nas únicas 2 vezes que vieram, pediram para aguardar, pois iriam verificar o poste e sumiram, sem explicação!

MARCO AURELIO EBOLI / SÃO PAULO

A Telefônica/Vivo informa que, após ajustes técnicos, o Vivo Speedy do sr. Eboli está funcionando normalmente. A empresa informa que o cliente será ressarcido, em conta telefônica, com vencimento em 21/12, do período em que o serviço apresentou problema. A Telefônica|Vivo mantém à disposição suas Centrais de Atendimento, pelo *8486 (ligações por celular) ou 1058 (de celular para chamadas via fixo) e 10315 para clientes da telefonia fixa São Paulo. A ligação é gratuita.

O leitor relata: O problema foi resolvido após quase 2 meses sem serviço Speedy da Vivo, porém, de minha parte, com muito estresse, perda de tempo (só as ligações foram mais de 10, com mais de 30 minutos de duração cada uma, ou a ligação cai ou o atendente não tem educação). Só quando a imprensa (Estadão) entrou no circuito é que a Vivo se mexeu. Dar-me crédito por 2 meses é uma punição muito pequena para a Vivo. A Anatel deveria multar pesadamente esses casos, pois senão o descaso e a falta de respeito ao consumidor valem a pena! A Vivo cobra e não fornece o serviço. Para mim, isso é estelionato!

AVENIDA ARICANDUVA

Serviço incompleto

Há uma boca de lobo quebrada em plena Avenida Aricanduva há dias. Como se trata de uma avenida de grande movimento, a boca de lobo pode causar diversos acidentes, como a queda de crianças. Já vi diversos carros com suas rodas presas ao contornar para entrar na avenida, pois o buraco fica bem na esquina. Para piorar, a calçada está toda quebrada, intrafegável. Solicito o apoio da Coluna para que a Prefeitura tome providências imediatas. Tenho foto para mostrar o perigo.

LEONARDO R. DE SOUZA

/ SÃO PAULO

A Subprefeitura Penha esclarece que os reparos necessários na boca de lobo da Av. Aricanduva já foram efetuados. Ressalta que o cidadão pode registrar solicitações e reclamações pelo 156, pelo site http://sac.prefeitura.sp.gov.br ou na Praça de Atendimento da subprefeitura de sua região.

O leitor confirma: A boca de lobo realmente foi reparada, mas a calçada continua em péssimas condições.

OBRA DA COMGÁS

Deixa buracos nas vias

É de estarrecer a falta de planejamento de algumas empresas de serviço neste nosso país. Minha rua e entorno (Paraíso/Vila Mariana) foram recapeados há menos de 2 anos, e novamente a Comgás apareceu para esburacá-los. Estão furando tudo sempre na madrugada, o que até dá para entender, mas para quem trabalha logo cedo, não. Novamente colocam as famigeradas placas de ferro e depois fazem um recapeamento meia boca com calombos e estragando toda uma rua que havia sido recuperada. Duvido que em países que levam em consideração o povo e os seus impostos esses absurdos aconteçam. Recebemos um aviso que diz que há vazamentos, daí a necessidade dos consertos, mas no meio da mensagem aparece "renovação de ramais e redes", parecendo ser este o verdadeiro motivo dos buracos. Quando teremos gente capaz de fazer planejamento visando ao futuro?

TANIA TAVARES / SÃO PAULO

A Ouvidora da Comgás informa que as atividades executadas pela empresa respeitam o período determinado nas autorizações emitidas pelos órgãos municipais. Diz que são sempre realizadas de modo a causar o menor impacto na vida urbana e no cotidiano dos cidadãos. Esclarece que as recomposições efetuadas pela Comgás, ainda são provisórias, de modo que serão feitas as recomposições permanentes, após a conclusão das atividades necessárias.

A leitora explica: Novamente a ouvidora da Comgás falou e não disse nada sobre o planejamento e os vazamentos. Os tais vazamentos são desculpas. Furaram todas as calçadas do bairro. No meu prédio trocaram os canos por cobre e teremos com certeza uma conta alta para pagar, sem termos sido avisados para uma provisão de verbas. Gostaria que a Comgás se explicasse se eram mesmo necessárias essas trocas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.